Como plantar amaranto

Amaranto
Amaranto - imagem original: various brennemans - Licença Creative Commons

Há dezenas de espécies de amaranto, a maioria delas nativa da América. Algumas espécies são cultivadas especialmente para a colheita de suas sementes, enquanto a maioria das espécies pode ter suas folhas consumidas quando cozidas ou refogadas, ou mesmo cruas quando as folhas são bem jovens. Tanto as sementes quanto as folhas tem alto valor nutritivo, sendo especialmente ricas em lisina, um aminoácido essencial na alimentação humana. Muitas espécies e cultivares de amaranto são cultivadas como plantas ornamentais em jardins.

As espécies de amaranto mais cultivadas para produção de sementes são:

Amaranthus caudatus
Amaranthus caudatus - imagem original: Tubifex - Licença Creative Commons
Amaranthus cruentus
Amaranthus cruentus - também muito cultivada como verdura, tem cultivares de folhas verdes ou vermelhas - imagem original: Traumrune - Licença Creative Commons
Amaranthus hypochondriacus
Amaranthus hypochondriacus - imagem original: F. D. Richards - Licença Creative Commons

Algumas das espécies mais cultivadas para uso como hortaliça, além da espécie Amaranthus cruentus mostrada acima, são:

Amaranthus tricolor
Amaranthus tricolor - O cultivar "Perfecta" mostrado na imagem é mais cultivado como planta ornamental, mas também pode ser usado como alimento. Há vários cultivares de folhas muito coloridas nesta espécie - imagem original: Ton Rulkens - Licença Creative Commons
Amaranthus viridis
Amaranthus viridis - imagem original: Eurico Zimbres - Licença Creative Commons

Clima

O amaranto é uma planta que prefere clima subtropical ou tropical, podendo ser cultivado em temperaturas entre 22°C e 30°C.

Luminosidade

Estas plantas precisam de luz solar direta ao menos por algumas horas diariamente.

Solo

O ideal é que o solo seja bem drenado, profundo, fértil, rico em matéria orgânica e com pH entre 5,5 e 7. Entretanto, estas plantas são bastante tolerantes quanto ao tipo de solo, tolerando até mesmo solos levemente salinos ou solos sujeitos a encharcamento por curtos períodos.

Irrigação

Irrigue com frequência para que o solo seja mantido úmido enquanto as plantas são jovens. Quando bem desenvolvidas, as raízes profundas das maiores espécies podem permitir que as plantas suportem curtos períodos de seca.

Mudas de amaranto
Mudas de amaranto - imagem original: Glenn - Licença Creative Commons

Plantio

O plantio do amaranto é feito por sementes, que são pequenas e devem ficar próximas a superfície para germinarem. Assim, apenas uma leve camada de terra peneirada deve ser usada para cobrir as sementes.

As sementes podem ser plantadas no local definitivo ou em sementeiras, pequenos vasos, copos feitos com papel jornal e outros recipientes. O transplante deve ser feito quando as mudas têm de 7 a 10 cm de altura.

O espaçamento utilizado varia muito conforme a espécie e o cultivar, e não há recomendações estabelecidas para todas. Algumas recomendações gerais são usar um espaçamento de 75 cm a 1 m entre as linhas e de 20 cm a 60 cm entre as plantas destinadas a produção de sementes, ou de 20 a 30 cm entre as linhas e de 10 a 15 cm para o cultivo como hortaliça.

O amaranto, dependendo da espécie e do cultivar, pode ser plantado em jardineiras e vasos. Algumas espécies ou cultivares podem crescer muito, também apresentando raízes profundas, e portanto não são adequados para vasos e outros contêineres.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos enquanto as plantas são jovens. A maioria das espécies apresenta uma abundante folhagem quando as plantas estão bem desenvolvidas, raramente permitindo que plantas invasoras cresçam.

Note porém que várias espécies de amaranto são elas próprias plantas invasoras em hortas e plantações, podendo causar prejuízos em plantações de outras culturas. A presença natural destas plantas em um local geralmente indica que o solo apresenta uma boa fertilidade.

Adubações podem ser feitas a cada três semanas para promover um bom crescimento, tomando o cuidado de não usar adubos ricos em nitrogênio, pois estas plantas têm a capacidade de armazenar nitratos em suas folhas e ramos.

Panículas e sementes de amaranto
Panículas e sementes claras de amaranto. Em várias espécies as sementes têm coloração escura - imagem original: Glenn - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita das sementes pode ocorrer entre 80 e 90 dias após o plantio. As panículas são colhidas e deixadas ao sol para terminarem de secar por dois ou três dias. São então batidas para que as sementes se soltem.

A colheita das folhas e pontas dos ramos pode ser feita a partir de 55 a 70 dias após o plantio, quando as plantas têm aproximadamente 25 cm de altura. Os ramos rebrotam, permitindo que sejam feitos novos cortes.

O amaranto pode acumular nitratos em suas folhas e ramos, podendo assim intoxicar e até matar bovinos e outros animais ruminantes.