Como plantar bardana

Raízes de Bardana ou gobô
Raízes de Bardana ou gobo - imagem original: Michael Becker - Licença Creative Commons

Arctium lappa

A bardana, também conhecida como gobô (do nome japonês desta planta, ゴボウ), é nativa da Europa e da Ásia, podendo ultrapassar a 2 m de altura. Suas raízes podem atingir 1 m de comprimento e cerca de 2 cm de largura, podendo ser consumidas cruas quando bem jovens ou cozidas quando mais desenvolvidas. Suas raízes são muito apreciadas na culinária japonesa e estão se tornando populares na dieta macrobiótica devido ao fato de serem ricas em inulina, um polissacarídeo do açúcar frutose. Embora menos utilizados, as folhas jovens, seus talos e os talos imaturos das inflorescências podem ser consumidos crus ou cozidos. Esta planta também é muito conhecida por suas propriedades medicinais.

Raízes de Bardana ou gobô
A bardana pode ultrapassar a 2 m de altura - imagem original: Pawel Ryszawa - Licença Creative Commons

Clima

A bardana cresce bem em locais com clima ameno. O ideal é que a temperatura permaneça entre 10°C e 25°C, embora a planta possa suportar temperaturas baixas durante o inverno (a parte aérea pode morrer, mas a raiz normalmente suporta baixas temperaturas).

Luminosidade

Esta planta pode ser cultivada com luz solar direta ou em sombra parcial.

Solo

Cultive preferencialmente em solo leve, profundo, bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica. Esta planta tolera um pH do solo na faixa de 4,6 a 7,8, sendo o ideal um pH entre 6,6 e 7,5.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo úmido, mas sem que fique encharcado.

Bardana ou gobô
As folhas da bardana são cordiformes (têm formato de coração) e têm longos pecíolos (os talos das folhas) - imagem original: Bogdan - Licença Creative Commons

Plantio

O plantio pode ser feito no outono e na primavera em regiões de clima temperado. Em regiões de clima subtropical, semeie no outono.

A semeadura deve ser feita preferencialmente no local definitivo, pois as mudas de bardana não suportam bem o transplante. Se semeadas em sementeiras, transplante tão cedo quanto possível, antes que a raiz principal comece a se desenvolver. A semeadura pode ser superficial, apenas cobrindo as sementes com uma leve camada de terra peneirada ou de serragem.

A distância recomendada entre as plantas varia conforme o uso que se fará da planta. Para uma colheita precoce das raízes, o indicado é plantar com uma distância de aproximadamente 15 cm entre as plantas, o que pode proporcionar raízes mais retas. Para outros fins, deixe uma distância de pelo menos 60 cm entre as plantas.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos.

A bardana pode se tornar uma invasora. Para evitar que a planta se propague espontaneamente, não permita que a planta floresça.

Bardana ou gobô com inflorescências
As inflorescências da bardana se parecem com pequenas inflorescências de alcachofra ou de cardo - imagem original: Dalgial - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita das raízes da bardana ou gobô pode ser feita a partir de 10 semanas de cultivo em condições ideais, mas estas podem ser deixadas crescendo no solo por mais tempo. Entretanto, raízes de plantas com mais de um ano podem tornar-se fibrosas, deixando de ser palatáveis.