Como plantar feijão-de-vagem

Feijão-de-vagem
Feijão-de-vagem - imagem original: ancapron - Licença Creative Commons

Phaseolus vulgaris

Os feijões-de-vagem são cultivares de feijão comum que têm vagens particularmente tenras e pouco fibrosas, e que são consumidas cozidas ou refogadas. Há cultivares de porte alto, que trepam e precisam de tutoramento, e cultivares de porte baixo, que têm forma de moita e não precisam necessariamente de suportes.

Clima

O feijão-de-vagem pode ser cultivado em regiões que apresentam temperaturas entre 16°C e 30°C durante todo o ciclo de cultivo da planta, sendo que o ideal são temperaturas entre 20°C e 25°C.

Luminosidade

O feijão-de-vagem necessita de alta luminosidade, com luz solar direta pelo menos algumas horas por dia.

Vagens de feijão
As vagens são colhidas quando estão bem desenvolvidas, mas ainda tenras e pouco fibrosas - imagem original: Beck - Licença Creative Commons

Solo

Cultive em solo bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica. A planta forma uma associação simbiótica com bactérias conhecidas como rizóbios ou rhizobium, capazes de fixar o nitrogênio do ar no solo como amônia, provendo o nitrogênio necessário para a planta e ainda enriquecendo o solo com este elemento.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo sempre úmido, sem que permaneça encharcado.

Broto de feijão
Feijões brotando na terra - imagem original: nociveglia - Licença Creative Commons

Plantio

Semeie as sementes direto no local definitivo da horta, a uma profundidade de 2 cm a 4 cm. Opcionalmente, as sementes de feijão podem ser germinadas antecipadamente, deixando as sementes em uma bandeja forrada com papel, algodão ou tecido, que deve ser mantido umedecido até o surgimento da raiz em cada uma das sementes. As sementes germinadas são então cuidadosamente plantadas no solo.

O feijão-de-vagem também pode ser facilmente cultivado em vasos e jardineiras, desde que estes tenham um tamanho adequado ao porte da cultivar que será plantada.

Plantação de feijão-de-vagem de porte alto
Varas dispostas na vertical para servir de suporte para o feijão-de-vagem de porte alto. - imagem original: Nancy McClure - Licença Creative Commons

Tratos culturais

Existem cultivares de feijão-de-vagem de porte alto e de porte baixo. As cultivares de porte alto são trepadoras e necessitam de um suporte com pelo menos 2 m de altura, como por exemplo, varas de bambu, estacas, cercas e treliças. As cultivares de porte baixo não necessitam de tutoramento, mesmo assim alguns horticultores colocam ramos finos e pequenos galhos secos bem bifurcados para servir de suporte para as plantas, de forma que os feijoeiros não tombem com o peso das vagens, em uma tentativa de impedir que estas fiquem em contato com o solo.

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos.

Vagens de feijão de diversas cores
Vagens tipo macarrão (cilíndricas) verdes, amarelas e roxas - imagem original: Whitney - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita das vagens começa de 50 a 90 dias após a semeadura, variando conforme a cultivar plantada e as condições de cultivo. As vagens são colhidas quando bem desenvolvidas, apresentando-se tenras e firmes, mas com sementes ainda imaturas. As vagens vão se tornando fibrosas quando as sementes (os feijões) terminam de se desenvolver.

Não se deve comer vagens e feijões crus, pois estes contêm fitohemaglutinina, uma lectina tóxica. A fitohemaglutinina é destruída com o cozimento ou a fritura.