Como plantar manjericão-sagrado

Manjericão-sagrado, manjericão-santo, tulsi ou tulasi
Manjericão-sagrado ou manjericão-santo - imagem original: Krish Dulal - Licença Creative Commons

Ocimum tenuiflorum

O manjericão-sagrado, também chamado de manjericão-santo, tulsi (da língua hindi) ou tulasi (do sânscrito), é uma planta aromática nativa provavelmente do sul da Ásia, onde é cultivada há milhares de anos. Na Índia é cultivada principalmente por motivos religiosos entre os hindus da tradição vaishnava, derivando daí o termo sagrado ou santo de seu nome popular. Arbusto ereto que geralmente atinge entre 30 e 60 cm de altura, com folhas que podem ser inteiramente verde-claras (denominados sri tulsi na Índia) ou que são verde-escuras e apresentam pecíolos e nervuras avermelhadas ou arroxeadas (krishna tulsi). As folhas e flores são muito aromáticas e podem ser usadas como tempero, podendo ser usadas da mesma forma que o manjericão, embora seu sabor e aroma sejam distintos. Esta planta também é usada para fins medicinais.

Manjericão-sagrado, manjericão-santo, tulsi ou tulasi
Sri tulsi ou manjericão-sagrado-de-folhas-verdes - imagem original: Adityamadhav83 - Licença Creative Commons

Clima

Cresce melhor em clima quente, não suportando temperaturas muito baixas ou geadas.

Luminosidade

Deve receber luz solar direta ao menos por algumas horas diariamente.

Manjericão-sagrado, manjericão-santo, tulsi ou tulasi
Krishna tulsi ou manjericão-sagrado-de-folhas-avermelhadas - imagem original: Vinayaraj - Licença Creative Commons

Solo

O solo ideal deve ser bem drenado, leve, fértil e rico em matéria orgânica. Esta planta é bastante tolerante quanto ao pH do solo.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo levemente úmido. Tanto a falta quanto o excesso de água prejudicam esta planta.

Mudas de manjericão-sagrado, manjericão-santo, tulsi ou tulasi
Mudas de manjericão-sagrado - imagem original: Takahiro Yamagiwa - Licença Creative Commons

Plantio

As sementes podem ser semeadas diretamente no local definitivo da horta, especialmente em regiões de clima quente. Também podem ser semeadas em sementeiras, pequenos vasos ou copinhos feitos de papel jornal com aproximadamente 10 cm de altura por 5 cm de diâmetro. Neste caso, as mudas de manjericão são transplantadas quando têm 4 ou 6 folhas verdadeiras.

O manjericão-sagrado também pode ser propagado por estaquia, ou seja, por ramos cortados de plantas adultas saudáveis. Corte alguns ramos e remova as folhas deixando apenas as mais próximas da extremidade do ramo (deixe 3 ou 4 pares de folhas). Mergulhe a metade inferior do ramo em um recipiente com água até que surjam raízes e então plante no local definitivo, ou plante os ramos em vasos com terra mantida bem úmida.

O manjericão-sagrado ou manjericão-santo também pode ser cultivado facilmente em vasos de tamanho médio ou grande.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos.

Flores de manjericão-sagrado, manjericão-santo, tulsi ou tulasi
Flores de manjericão-sagrado - imagem original: Thangaraj Kumaravel - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita das folhas pode começar quando a planta estiver bem desenvolvida. Embora as flores também possam ser usadas, as folhas jovens, de plantas que não estão florescendo, são de melhor qualidade.

Em regiões de clima quente, o manjericão-sagrado é uma planta perene e suas folhas podem ser colhidas por alguns anos. Em regiões mais frias, pode ser semeado anualmente ou então deve ser mantido em local aquecido durante o inverno.