Como plantar camomila

Camomila-alemã
Camomila-alemã - imagem original: Karelj - Licença Creative Commons

Camomila é um nome dado a diversas plantas que possuem flores parecidas com pequenas margaridas. As duas espécies de camomila mais cultivadas são a camomila-alemã (Matricaria chamomilla, também denominada Matricaria recutita) e a camomila-romana (Chamaemelum nobile ou Anthemis nobilis). Ambas são chamadas de verdadeira camomila e falsa camomila, variando qual é conhecida como verdadeira e qual é conhecida como a falsa de acordo com a região. As flores (na realidade são capítulos florais, que contêm muitas pequenas flores) de ambas as espécies são usadas para diversos fins medicinais e para fazer chá. As flores ou seus óleos essenciais são usados na preparação de algumas bebidas alcóolicas (licores, vinhos e cervejas), doces (balas, gomas de mascar, sorvetes, etc.) e em vários produtos de higiene e beleza (shampoos, sabonetes, pastas de dente, etc.). Ambas também são cultivadas como plantas ornamentais em jardins.

Diferenças entre a camomila-alemã e a camomila-romana

A camomila-alemã pode chegar a atingir 1 m de altura, sendo mais ereta que a camomila-romana, que apresenta um hábito mais rastejante, atingindo cerca de 25 cm de altura. Os folíolos (segmentos das folhas) da camomila-romana são mais achatados e mais espessos que os da camomila-alemã, e suas inflorescências são solitárias e terminais, ao passo que as inflorescências da camomila alemã surgem em cachos (corimbos). Além disso, o receptáculo da inflorescência da camomila-alemã é geralmente oco enquanto o receptáculo da inflorescência da camomila-romana é sólido.

Camomila-alemã
Camomila-alemã - imagem original: Giancarlo Dessì - Licença Creative Commons
Camomila-romana
Camomila-romana - imagem original: Karelj - Licença Creative Commons

Clima

A camomila cresce melhor em clima ameno, com temperaturas entre 7°C e 26°C. Embora possa ser cultivada em temperaturas mais altas, a planta tende a florescer precocemente nestas condições, especialmente se houver baixa umidade.

Luminosidade

O ideal é cultivar com luz solar direta, mas também tolera sombra parcial, desde que haja uma boa luminosidade.

Planta ainda jovem da camomila
A camomila cresce melhor em clima ameno - imagem original: one2c900d - Licença Creative Commons

Solo

Cultive preferencialmente em solo bem drenado, leve, fértil, rico em matéria orgânica, com pH entre 6 e 6,8. No entanto, esta planta pode crescer bem em diversos tipos de solo, incluindo solos pouco férteis, desde que não sejam muito ácidos.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo úmido, mas sem que permaneça encharcado.

Mudas de camomila
Mudas de camomila - imagem original: Max Baars - Licença Creative Commons

Plantio

A camomila-alemã é propagada a partir de sementes. A camomila-romana pode ser propagada por sementes ou por divisão de plantas bem desenvolvidas.

As sementes podem ser semeadas no local definitivo ou em sementeiras e módulos, transplantando as mudas quando estas têm de 2,5 a 5 cm de altura. Semeie a uma profundidade máxima de 0,5 cm, ou apenas pressione levemente as sementes no solo. A germinação leva normalmente uma ou duas semanas.

O espaçamento pode ser de 30 a 45 cm entre as plantas. Ambas as espécies também podem ser cultivadas em vasos e jardineiras grandes.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por recursos e nutrientes, principalmente no início do cultivo.

Inflorescências da camomila-alemã
Inflorescências da camomila alemã - imagem original: kallerna - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita geralmente ocorre 3 ou 4 meses após o plantio. As inflorescências devem ser colhidas assim que abrirem completamente. Flores mais velhas, que estão escurecendo ou estão com as pétalas brancas (lígulas) voltadas para baixo, têm menos sabor e aroma. As inflorescências colhidas devem ser secas para poderem ser armazenas. Colha as flores sem as hastes e deixe-as por vários dias em local seco e bem ventilado, até ficarem completamente secas.

Camomila-romana
As inflorescências da camomila-romana são terminais e solitárias, isto é, não surgem em cachos como as inflorescências da camomila-alemã - imagem original: KENPEI - Licença Creative Commons