Como plantar ervilha

Ervilha
Ervilhas - imagem original: Craig McHarg - Licença Creative Commons

Pisum sativum

A ervilha ou a ervilheira é uma planta anual que tem sido cultivada pelo menos nos últimos sete mil anos. Suas sementes e, dependendo da variedade cultivada, suas vagens, são consumidas de várias formas, sendo geralmente cozidas ou refogadas, mas também podem ser consumidas cruas. Neste último caso, as ervilhas rugosas são as mais doces e saborosas e o melhor é que sejam consumidas logo após a colheita, uma vez que seu sabor declina rapidamente com o passar do tempo, tornando-se menos atraentes para o consumo in natura. Por outro lado, as cultivares de ervilhas lisas são geralmente mais resistentes e mais fáceis de cultivar.

Atualmente há centenas de variedades cultivadas de ervilha, que podem ter sementes lisas ou rugosas, vagens cilíndricas ou achatadas que podem ser palatáveis ou não, e plantas que podem variar bastante na altura, indo das que atingem somente 25 cm de altura a plantas que podem chegar a ultrapassar os dois metros. As folhas e ramos jovens da ervilha também podem ser consumidos crus ou cozidos.

Clima

A ervilheira cresce melhor quando a temperatura permanece na faixa de 13°C a 18°C. As plantas bem desenvolvidas podem suportar temperaturas em torno de zero graus Celsius, mas a floração é prejudicada por geadas. A ervilha não cresce bem em temperaturas elevadas (temperaturas próximas ou acima de 30°C).

Luminosidade

Necessita de alta luminosidade, com pelo menos algumas horas de sol direto diariamente.

Pés de ervilha
Ervilheiras crescendo - imagem original: Craig McHarg - Licença Creative Commons

Solo

O ideal é que o solo seja bem drenado, fértil, rico em matéria orgânica, com pH entre 6 e 6,8.

Existe uma simbiose entre a ervilha (e outras leguminosas) e algumas bactérias do gênero Rhizobium, que fixam nitrogênio atmosférico. Desta forma a planta é suprida com o nitrogênio que necessita e ainda pode deixar o solo mais rico em nitrogênio após o fim de seu ciclo de vida. Para garantir que haja esta simbiose, as sementes podem ser inoculadas antes da semeadura com inoculantes específicos para a ervilha.

Irrigação

Irrigue com frequência para que o solo seja mantido levemente úmido. Tanto o excesso quanto a falta de água são prejudiciais para a ervilheira. Chuvas na época da colheita são prejudiciais.

Mudas de ervilha
Ervilhas brotando - imagem original: Brendan Riley - Licença Creative Commons

Plantio

A semeadura normalmente é feita diretamente no local definitivo, a uma profundidade que pode variar de 2 a 5 cm, dependendo do tipo de solo (mais rasa em solos mais pesados e mais profunda em solos mais leves). A germinação é geralmente rápida, ocorrendo em 4 a 8 dias.

O espaçamento varia muito com o porte da planta e com as condições de cultivo. Algumas pessoas preferem plantar com um pequeno espaçamento, o que leva a uma maior produtividade por área. Outras preferem usar um espaçamento maior, resultando em plantas mais produtivas, mas com menor produtividade por área, maior facilidade nos tratos culturais e na colheita, e menor gasto de sementes por área. Para variedades anãs, que apresentam um crescimento determinado e atingem de 25 cm a 1 m de altura, o espaçamento pode variar de 30 a 80 cm entre as linhas de plantio e de 3 a 30 cm entre as plantas. Para variedades altas, de porte indeterminado, o espaçamento pode variar de 80 cm a 1 m ou mais entre as linhas de plantio e de 5 a 60 cm entre as plantas.

Gavinha de ervilha
Gavinha da ervilha - imagem original: Jessie Hirsch - Licença Creative Commons

Tratos culturais

As plantas de porte alto necessitam de suportes para crescerem verticalmente. Estes suportes podem ser cercas com malhas de arame ou plástico, estacas finas, treliças, outras plantas de porte alto (por exemplo, o milho), etc. É importante que os suportes sejam relativamente finos, pois a ervilheira trepa se prendendo com suas gavinhas, que normalmente são ramificadas e relativamente curtas, e se prendem no suporte ou em outras plantas.

As plantas de porte menor ou anão, de crescimento determinado, geralmente não necessitam de suportes, embora também possam ser colocadas varetas ou galhos finos bem ramificados para ajudar a manter as plantas eretas.

Retire as plantas invasoras que estiverem concorrendo por recursos e nutrientes.

Flores de ervilha
Flores da ervilha - imagem original: net_efekt - Licença Creative Commons

Colheita

O tempo necessário para obter a colheita varia conforme a cultivar utilizada e o objetivo da produção, que pode ser a colheita das vagens ou a colheita das sementes. A colheita é iniciada entre 65 a 85 dias para cultivares precoces e entre 85 a 140 dias para cultivares de produção tardia.

Para cultivares com vagens comestíveis, a colheita das vagens deve ser feita quando estas ainda estão imaturas, com sementes não completamente desenvolvidas.

Para a colheita de grãos verdes, as sementes devem estar já bem desenvolvidas, mas ainda hidratadas. Os grãos secos podem ser colhidos quando as vagens secarem quase completamente.

Vagem e ervilhas
Vagem aberta mostrando as ervilhas contidas nela - imagem original: Isabel Eyre - Licença Creative Commons