Como plantar pastinaca

Pastinaca ou cherovia
Pastinacas ou cherovias - imagem original: troye owens - Licença Creative Commons

Pastinaca sativa

A pastinaca, também conhecida como pastinaga, cherovia ou cherivia, é uma planta cujas raízes são consumidas geralmente cozidas, fritas ou assadas, embora também possam ser consumidas cruas. Na maioria das cultivares as raízes se parecem com cenouras brancas, embora existam algumas cultivares cujas raízes têm uma forma mais arredondada.

Muito cultivada na Europa em tempos antigos, seu cultivo perdeu importância com a introdução do cultivo da batata. Também foi utilizada como fonte de açúcar na Europa antes do cultivo da beterraba e da cana-de-açúcar.

Plantas de pastinaca
A pastinaca é cultivada principalmente em regiões de clima temperado, pois baixas temperaturas aumentam o teor de açúcar das raízes - imagem original: Goldlocki - Licença Creative Commons

Clima

A pastinaca é apropriada para cultivo em regiões onde faz frio no inverno, pois baixas temperaturas podem aprimorar o sabor das raízes, deixando-as mais doces. No entanto, pode ser cultivada em regiões de clima subtropical nos meses de clima ameno.

Luminosidade

A pastinaca é melhor cultivada em lugares ensolarados, mas pode tolerar sombra parcial com boa luminosidade.

Solo

Cultive em solo bem drenado, leve, profundo, sem pedras e outros detritos, fértil e rico em matéria orgânica. Não é necessário que o solo seja rico em nitrogênio.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo sempre úmido, sem que fique encharcado.

Muda de pastinaca ou cherovia
Muda de pastinaca - imagem original: Rasbak - Licença Creative Commons

Plantio

O plantio da pastinaca em regiões de clima temperado é feito na primavera, tão cedo quanto as condições climáticas permitam. Em regiões mais quentes que têm um inverno ameno, o plantio pode ser feito no início do outono.

O plantio é feito por sementes, que preferencialmente devem ser semeadas no local definitivo, pois as mudas não toleram bem o transplante. Se semeadas em sementeiras, o transplante deve ser feito tão cedo quando possível, com cuidado para não prejudicar a raiz da muda. As sementes devem ficar a aproximadamente 1,5 cm de profundidade.

O espaçamento recomendado é de 30 cm entre as linhas de plantio, com 15 cm entre as plantas para obter raízes de maior tamanho, ou 7 cm para obter raízes de tamanho menor.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estejam concorrendo por recursos e nutrientes.

A seiva da pastinaca pode provocar fitofotodermatite na pele, assim as pessoas que vão manusear as plantas devem usar proteção adequada para evitar o contato da pele com a seiva da planta.

Pastinacas ou cherovias
A folhagem da pastinaca deve ser manuseada com luvas e outras vestimentas de proteção, pois a seiva pode provocar graves lesões na pele, especialmente em dias ensolarados - imagem original: Goldlocki - Licença Creative Commons

Colheita

A colheita da pastinaca em regiões de clima frio é geralmente realizada no outono ou inverno, preferencialmente após um período de baixas temperaturas e da ocorrência de geadas (baixas temperaturas promovem a conversão de amido em açúcar). Em outras regiões, a colheita pode ser feita de 120 a 180 dias após o plantio, dependendo da cultivar.

As raízes podem ser deixadas no solo e colhidas conforme a necessidade até o início da primavera. Em regiões onde o inverno é muito rigoroso, uma camada de palha ou serragem pode ser colocada sobre o solo para evitar que este congele, o que dificultaria a retirada das raízes do solo.

A pastinaca é uma planta bianual, produzindo flores e sementes no segundo ano. As raízes, entretanto, tornam-se lenhosas no segundo ano, e assim devem ser colhidas antes que a planta volte a brotar.