Como plantar erva-dos-gatos

Erva-dos-gatos, erva-de-gato ou erva-gateira
Erva-dos-gatos ou erva-gateira - imagem original: Liz West - Licença Creative Commons

Nepeta cataria

A erva-de-gato, erva-dos-gatos ou erva-gateira, é uma planta que deve seu nome ao fato de atrair gatos quando esfregada ou cortada. A substância nepetalactona presente na planta provoca um estado de euforia em aproximadamente 80% dos gatos domésticos, bem como em alguns outros felinos como leopardos e tigres. Em humanos não provoca qualquer efeito notável, e as folhas e ramos jovens podem ser usados como tempero ou como chá. Seu sabor e aroma é similar ao das mentas ou hortelãs. A planta pode ultrapassar a 1 m de altura, embora geralmente seja menor quando cultivada. Suas flores flagrantes são brancas, rosadas ou lilases, e são uma boa fonte de alimento para abelhas.

Erva-dos-gatos, erva-de-gato ou erva-gateira
A erva-dos-gatos tem sabor e aroma similar ao das mentas ou hortelãs - imagem original: a2gemma - Licença Creative Commons

Clima

O erva-dos-gatos cresce melhor na faixa de temperatura que vai de 4°C a 21°C, embora possa suportar temperaturas mais baixas ou mais altas.

Luminosidade

Esta planta se desenvolve melhor com pelo menos algumas horas diárias de luz solar direta.

Solo

Pode ser cultivada em praticamente qualquer tipo de solo, desde que seja bem drenado. Os melhores resultados são obtidos em solos arenosos moderadamente férteis. Esta planta também é bastante tolerante quanto ao pH do solo.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo úmido nos primeiros meses, mas sem que fique encharcado. Plantas bem desenvolvidas podem ser irrigadas com mais parcimônia. O excesso de água no solo pode prejudicar estas plantas.

Vaso com erva-dos-gatos, erva-de-gato ou erva-gateira
A erva-dos-gatos é bastante resistente e pode ser cultivada facilmente - imagem original: Eunice - Licença Creative Commons

Plantio

Semeie no local definitivo da horta ou em sementeiras e outros recipientes, e transplante cerca de 1 mês após a germinação, que leva normalmente uma ou duas semanas, mas também pode ser demorada e irregular. As sementes, que são pequenas, não devem ficar a mais do que 0,5 cm de profundidade no solo. Alternativamente, as sementes podem ser deixadas na superfície do solo, podendo ser cobertas apenas por uma leve camada de terra peneirada ou de serragem fina.

A erva-dos-gatos também pode ser propagada por divisão de plantas bem desenvolvidas ou por estaquia, usando os ramos mais jovens de uma planta bem desenvolvida.

O espaçamento entre as plantas pode ser de 30 a 60 cm. A erva-dos-gatos também pode ser mantida facilmente em vasos e jardineiras grandes.

Tratos culturais

Retire plantas invasoras que estiverem concorrendo por recursos e nutrientes.

Plantas intactas normalmente não atraem os gatos, mas plantas que foram cortadas ou tiveram suas folhas esfregadas podem ser destruídas pelos felinos. Assim, essa planta pode necessitar de proteção contra os gatos, especialmente quando ainda está pouco desenvolvida.

Flores de erva-dos-gatos ou erva-gateira
A erva-dos-gatos ou erva-gateira tem flores brancas, rosadas ou lilases, que são uma boa fonte de alimento para abelhas - imagem original: John - Licença Creative Commons

Colheita

As folhas e ramos podem ser colhidos quando necessário em plantas que atingiram pelo menos 20 cm de altura. As folhas são mais aromáticas quando ocorre a floração. Embora possam ser secos para serem armazenados por longos períodos, o aroma e o sabor são mais intensos em folhas e ramos frescos. O efeito sobre os gatos também é maior com a erva fresca.